Saiba mais sobre o Novembro Azul

Postado em 01 de novembro, 2016



Novembro Azul é uma campanha que serve para conscientizar, principalemnte os homens, a respeito do câncer de próstata. Dr. André Kruse explica:


Incidência: para que entendamos a importância deste assunto, é necessário que se diga que o câncer de próstata é o segundo tumor maligno mais freqüente em homens com mais de 50 anos, perdendo apenas para o melanoma (tumor de pele) e 75 % dos casos novos diagnosticados no mundo, ocorrem em países desenvolvidos.

Fatores de risco: ocorre mais em negros, nos quais também tem a tendência de ser mais agressivos. Quanto maior a idade, maior a chance de um homem apresentar este tipo de tumor. A história familiar com as alterações genéticas são os principais fatores de risco, principalmente entre irmãos, pai e parentes de primeiro grau afetados.
Muitos outros fatores de risco sugeridos são bastante controversos, entre eles, inflamação crônica da próstata, infecções, baixa de vitamina D, fumo, dieta rica em gordura animal e carne vermelha, bem como a obesidade.

Recomendações: utilizar frutas, verduras, grãos e legumes, mudar o estilo de vida (estresse, sono, atividade física), diminuir alimentos ricos em gorduras e frituras, restringir fumo e álcool e ingerir tomates (leucopeno).

Prevenção: a prevenção deve ser feita normalmente com consultas anuais com o urologista que poderá, segundo critérios técnicos, modificar o espaço de tempo entre as mesmas (casos em que o paciente pertença à algum grupo de risco, ou apresente exames alterados/preocupantes).
São solicitados exames laboratoriais (PSA e PSA livre), seguidos de toque retal. Eventualmente são necessários também exames de urina, esperma e ecografia.

Diagnóstico: é feito através de biópsia transretal orientada por ecografia. Este procedimento é solicitado quando o exame sanguíneo (PSA) ou o toque retal ou ambos estão alterados.
Eventualmente o tumor pode também ser encontrado “acidentalmente” quando se realiza cirurgia para desobstruir a via urinária baixa (ressecção endoscópica ou cirurgia aberta da próstata).

Tratamento: em pacientes com tumores localizados, isto é, restritos à próstata, o tratamento pode ser feito basicamente através de cirurgia radical (onde se tira a próstata inteira juntamente com as vesículas seminais e os gânglios linfáticos) que é o procedimento mais realizado no mundo todo, ou através de radioterapia (feitas aplicações de cerca de 37 sessões de radiação sobre a próstata e tecidos adjacentes ), que visa “queimar as células tumorais".
Em tumores com disseminação local ou à distância, são necessários tratamentos medicamentosos (bloqueio hormonal), a fim de frear seu crescimento.

Com o diagnóstico precoce, a doença é tratada com muita eficácia e as chances de cura completa são enormes, portanto, NÃO DEIXE DE FAZER SEU EXAME DE PRÉ-CÂNCER ANUALMENTE.

Dr. André Kruse - Médico Urologista
CRM 15494
Clínica São José

Voltar ao topo

Hospital protesta pela saúde

Postado em 04 de agosto, 2016



No mês das Misericórdias o Hospital São José realizou um protesto silencioso simbolizando o Luto da Saúde.

Na segunda-feira, dia 1°, o Hospital organizou um protesto junto a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Rio Grande do Sul. Os funcionários deram um abraço simbólico no hospital, utilizando faixas pretas que representavam o luto e a indignação com a atual situação financeira que as instituições vem passando.

Confira o vídeo do protesto clicando aqui.

A falta de repasses do governo e o baixo valor oferecido pelo SUS vem agravando cada vez mais a situação das instituições, o que acaba por impactar na diminuição dos atendimentos ou até no fechamento destas instituições.

Vale lembrar que o Hospital São José continua em situação grave, mesmo com o grande apoio da comunidade através da doação de alimentos, valores e aquisição de itens da Campanha Eu Ajudo. É importante que todos ajudem neste momento, pois, sem o Hospital a situação de Ivoti e região se tornaria preocupante.

Para ajudar ou saber mais sobre a Campanha Eu Ajudo ligue: 51 3563-9900.


Voltar ao topo

Você sabe o que é depressão?

Postado em 04 de julho, 2016



Muitas pessoas tratam esta doença como frescura, mas ela pode ser bem perigosa.

Hoje cerca de 10% dos Brasileiros sofrem de Quadros Depressivos, e a OMS estima que 350 Milhões de pessoas sejam afetados pelo transtorno de humor. Mesmo com todos os meios de comunicação e com acessos cada vez mais facilitados ainda existem inúmeras pessoas que acreditam que a Depressão pode ser apenas fingimento, desculpa ou preguiça. Este estigma acaba por retardar a busca de tratamento médico e piorar ainda mais a situação daquele que sofre. Quando diagnosticada precocemente o tratamento se torna mais fácil e os índices de sucesso nos resultados são também maiores.

Conheça alguns sinais que caracterizam a doença:


  • Alteração do humor: sentimento de Tristeza, desânimo, indiferença;

  • Desinteresse: perder o prazer e o interesse por atividades onde antes a pessoa sentia-se bem ao realizar. Pode atingir atividades como o trabalho ou mesmo o lazer;

  • Problemas relacionados ao sono: pessoas com depressão podem ter dificuldades para adormecer, dormir excessivamente ou mesmo ter sensação de sonolência diurna constante;

  • Alteração do apetite: tanto para mais como para menos, depende de pessoa para pessoa, mas, se as alterações persistirem mais que duas semanas podem ser um sintoma depressivo;

  • Perda ou ganho de peso: em decorrência da alteração de apetite;

  • Falta de concentração: sensação de perder o rendimento no trabalho ou nos estudos; dificuldade em tomar decisões;

  • Cansaço: diminuição da energia, cansaço freqüente, sensação de fadiga;

  • Pensamentos recorrentes acerca da morte: o pensamento suicida pode ser um fator de gravidade dos quadros depressivos, mas ainda assim, a sensação de desesperança com a vida pode estar presente até nos casos mais leves.

Evidenciando a presença destes sinais em você ou em algum familiar ou amigo, procure o auxílio de um médico especialista.

Dr. Douglas Staudt - Médico Psiquiatra
Núcleo de Especialidades do Hospital São José de Ivoti

Voltar ao topo


Você sabe o que é um hospital filantrópico?

Postado em 25 de maio, 2016



O Hospital São José de Ivoti é um hospital filantrópico. Mas afinal, o que isso significa?

A palavra filantropia significa "amizade pela humanidade". O conceito original, desenvolvido no início do século passado, parte do princípio de que a ação social nasce da decisão individual de alguém que possui bens ou recursos financeiros e acredita que esses recursos doados a uma entidade ou a uma causa, podem fazer a diferença na vida de uma pessoa. Essa abordagem utiliza o recurso privado para o beneficio público, buscando transformar a sociedade a partir de programas e projetos, testes modelos que tornam serviços e bens mais acessíveis, construção de relações entre diferentes setores e grupos sociais, geração de capital humano e social e influência em políticas públicas. Seu compromisso é com a mudança da sociedade.

Um hospital filantrópico não é público. Essas instituições são privadas, sem fins lucrativos, mas são contratadas pelos gestores públicos para prestarem serviço ao Sistema Único de Saúde (SUS). No entanto, por terem o título de filantrópicas, prestam no mínimo 60% de atendimento ao SUS e recebem isenção de alguns tributos.

Grande parte dos hospitais filantrópicos atende pelos planos de saúde existente no país e também presta serviço aos pacientes de forma particular. Algumas instituições possuem inclusive planos de saúde próprios.

As principais dificuldades enfrentadas pelos hospitais devem-se à baixa remuneração oferecida pela tabela do SUS e a falta de recursos que deveriam ser investidos diretamente pelo poder público, principalmente pelos Estados. Por isso, é de extrema importância a ajuda de todos para manter as instituições.

Para ajudar o Hospital São José de Ivoti, a Agência de Publicidade Alphaville criou a campanha Eu ajudo. Através dela você pode doar de diversas maneiras e fazer a diferença.

Para saber mais e ajudar, clique aqui.

Além disso, você pode ajudar adquirindo alguns produtos da campanha Eu Ajudo. Todos os produtos são encontrados na recepção do Hospital São José de Ivoti ao preço de R$2,00 a Un.

  • Fitinhas para usar no pulso, placa do carro, mochila e afins, nas cores: pink, lilás, azul, amarelo e verde;
  • Adesivo para carro, janela e afins. Disponível na cor preto e branco e com a frase "Eu ajudo, e você?" em alemão ou português.
FEMIPA- Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Estado do Paraná

Voltar ao topo

Gripe. Aprenda mais sobre o vírus que assusta o mundo

Postado em 19 de abril, 2016



Se trata de uma infecção viral comum, mas que pode ser fatal. Entenda.

Tipos de vírus

Existem três tipos de vírus influenza: A, B e C. Os dois primeiros, por sofrerem mais mutações (alterações na estrutura genética, que podem deixá-lo mais agressivo, por exemplo), respondem pelas formas mais graves da gripe, sendo que o vírus do tipo A é geralmente o responsável por provocar as epidemias e pandemias, como é o caso da gripe H1N1. O vírus do tipo C é o mais leve.

Transmissão

O vírus influenza pode começar a ser transmitido até um dia antes do início dos sintomas, sendo que o período de transmissão dura sete dias, em adultos, e até 14 dias em crianças. A forma mais comum de transmissão é a direta, entre pessoas, por meio de gotículas de saliva expelidas ao falar, tossir e espirrar. A outra forma é a indireta, por meio das mãos que, após tocarem superfícies contaminadas por secreções de pessoas doentes, podem carregar o vírus diretamente para a boca, nariz e olhos. Por isso, hábitos simples de higiene são tão importantes para prevenção (leia mais abaixo), uma vez que o vírus permanece vivo no ambiente por até 72 horas e, em superfícies como corrimões, maçanetas e torneiras, por até 10 horas.

Hábitos de higiene

Adotar hábitos simples de higiene como lavar as mãos frequentemente, não compartilhar objetos pessoais se estiver com sintomas de gripe e cobrir boca e nariz com lenço descartável ao tossir e espirar – é um modo eficaz de prevenir gripes e resfriados. “Usar água e sabão para lavar as mãos e limpar os ambientes é uma forma barata e eficaz de prevenção e deve ser adotada por toda a população”, recomenda a Coordenadora de Vigilância de Doenças de Transmissão Respiratória do Ministério da Saúde, Márcia Carvalho. A especialista explica que lugares úmidos e frios favorecem a multiplicação do vírus. Por isso, manter os ambientes ventilados e iluminados com luz solar também ajuda na prevenção.

Crianças e idosos

Os cuidados de higiene devem ser redobrados com crianças e idosos. Para os pequenos, principalmente no ambiente escolar, recomenda-se que, além de incentivar a lavagem das mãos, os brinquedos e objetos de uso comum sejam lavados com água e sabão ou higienizados com álcool gel a 70%. Nas creches, também é importante evitar que as crianças durmam muito próximas. A distância ideal entre elas é de um metro. Já para os idosos, o perigo está nas complicações advindas com a gripe como a pneumonia e agravamento de doenças crônicas como hipertensão e diabetes.

Tratamento

Ao surgirem sintomas de gripe, resfriado ou rinite, o Ministério da Saúde recomenda que as pessoas procurem o serviço de saúde mais próximo e não tomem medicamentos por conta própria, como os antigripais. A automedicação pode mascarar sintomas, contribuir para o agravamento da doença e dificultar o diagnóstico, que deve ser feito por um médico.

CUIDADO: Ao tomar medicamentos por conta própria, alguns sintomas podem desaparecer temporariamente, mas isso não quer dizer que o doente esteja curado. Além disso, esses medicamentos tratam apenas os sintomas e não são eficazes no combate do vírus/, alerta Márcia Carvalho. É importante lembrar que uma boa alimentação, repouso e, principalmente, beber muito líquido são medidas fundamentais para uma boa recuperação.

Imunização

A vacinação é uma das formas mais eficazes de prevenção contra diversas doenças, inclusive a gripe. Desde 1999, o Sistema Único de Saúde realiza anualmente campanhas de vacinação contra a gripe comum para os idosos, o grupo com maior risco de agravamento da doença. A vacinação de idosos, seguindo recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), tem o objetivo de reduzir óbitos e internações causadas pela gripe.

Portal da Saúde - SUS

Voltar ao topo


Reunião em defesa dos hospitais

Postado em 13 de abril, 2016



Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado se reúnem amanhã, dia 14 de abril, às 9h, no Auditório Dante Barone da assembléia legislativa do estado em Porto Alegre.

A Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do RS e a Federação dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde do RS estão organizando um grande encontro da maior rede de hospitais de Estado. As 245 Casas de Saúde filantrópicas e representantes dos 65 mil trabalhadores dessas instituições estarão reunidos no próximo dia 14 de abril (quinta-feira), às 9h, no auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa, em Porto Alegre.

O encontro tem objetivo de apresentar a crítica realidade destas instituições, que vêm sofrendo cortes nos seus orçamentos e atrasos constantes nos repasses dos recursos, tanto por parte do Governo Federal quanto do Estadual.

Entenda a realidade das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado e do Brasil:

No Rio Grande do Sul, em 2015, o quadro de funcionários reduziu 6%. 60% das instituições estão com honorários médicos atrasados, 35% devem FGTS, INSS e IR. As dívidas acumuladas pelos hospitais alcança um valor histórico: R$ 1,4 bilhões.

Na estrutura e no atendimento, a rede que é responsável por mais de 70% do atendimento SUS no Estado, reduziu em 15% o número de procedimentos ambulatoriais. Em relação aos leitos, a redução alcançou 14%, salienta-se que essa rede é detentora de 66,6% dos leitos SUS no Rio Grande do Sul.

Em 2015 não houve um cronograma linear de pagamentos por parte do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, o que já está se repetindo no ano em curso. Sem falar do corte de R$ 300 milhões, ocorrido com o final do IHOSP (programa de co-financiamento hospitalar), o que ajudou a aumentar substancialmente a permanente crise do setor hospitalar filantrópico. Por outro lado, a União que é a maior fonte de financiamento da saúde, não tem reajustado a tabela de procedimentos. Há uma histórica defasagem na relação receita/custo, na ordem de 60% (quando se leva em consideração a tabela acrescida dos incentivos repassados), se analisarmos especificamente a tabela de procedimentos, sem os incentivos, o déficit extrapola os 120%.

O quadro nacional é esse: em 2015 218 hospitais sem fins lucrativos, 11 mil leitos e 39 mil postos de trabalho foram fechados tendo como causa direta o subfinanciamento da saúde. Segundo dados da Confederação das Misericórdias do Brasil, a dívida do segmento filantrópico, que hoje representa mais de 50% dos atendimentos do SUS, ultrapassa R$ 21 bilhões no país.

Para 2016, não se tem nenhuma expectativa de novos recursos tanto por parte da União quanto do Governo do Estado. A perspectiva é brutal: a redução nos atendimentos continuará, segundo dados, mais de 150 mil atendimentos ambulatoriais deixarão de ser feitos, há projeção de redução de 19% dos leitos e 60% dos hospitais afirmam que será impossível manter o quadro atual de funcionários.

Federação das Santas Casas e Hospitais beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Estado do RS

Voltar ao topo


Alerta para o uso de repelentes em crianças

Postado em 16 de março, 2016



Infectologista mostra preocupação com o uso excessivo de repelentes em crianças e bebês.

A preocupação com o combate ao mosquito Aedes aegypti já é antiga, mas o recente surto de casos do vírus zika e suas possíveis consequências, aumentaram a atenção das pessoas com relação à prevenção da doença. Além das barreiras mecânicas, como roupas e telas, o uso de repelente tem sido um ponto forte levantado por médicos e especialistas. No entanto, a população deve ficar atenta com o produto correto e o número de aplicações, principalmente se tratando de crianças.

De acordo com o infectologista pediátrico do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) Marcio Nehab, a norma do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária em Saúde, é que bebês abaixo dos seis meses não devem utilizar nenhum tipo de repelente, usando apenas roupas de manga comprida, crianças entre seis meses e dois anos de idade podem usar repelentes a base de IR 3535. Já crianças entre 2 e 12 anos, repelentes a base de DEET com concentração de 10% ou então a Icaridina, também de uso infantil. “Deve-se ficar atento à faixa etária e ao produto. A idade e a concentração dos produtos que são liberados pela Anvisa são os mais importantes”, afirma o infectologista.

A frequência da aplicação em crianças não deve passar de três vezes por dia e em adultos a orientação é que não se passe mais de três a quatro vezes por dia.

O pediatra realça também, que as barreiras mecânicas (roupas de manga comprida, telas de proteção, etc.), ventiladores e aparelhos de ar condicionado são mais eficazes na prevenção à picada do mosquito do que aqueles produtos usados para repelir insetos em casa.

Nara Boechat /IFF/Fiocruz

Voltar ao topo


1ª Domingueira Beneficente


Postado em 07 de março, 2016



Vem aí mais um evento beneficente em prol do Hospital!

O pessoal da Hemballus Eventos e Pub, de Dois Irmãos. Aderiu a campanha Eu Ajudo e irá promover a 1ª Domingueira Beneficente neste domingo, dia 13/03, a partir das 14h. Onde o lucro será revertido ao Hospital São José de Ivoti.

O evento contará com a presença de oito bandas que farão a animação da galera. São elas:

  • Rainha Musical, 14h;
  • Banda Sollus, 15h30min;
  • Sax Banda Show, 16h30min;
  • Toque de Mágica, 17h30min;
  • Grupo Cambona, 18h30min;
  • Banda Tok Legal, 20h;
  • Banda Nova Estrada, 21h;
  • Ellos Cia Musical, 22h.

O valor dos ingressos será de R$ 10,00 feminino e R$ 15,00 masculino. Com estacionamento no local.

Para saber mais e acompanhar os preparativos, confira a página do evento no Facebook.

Voltar ao topo


Conheça alguns benefícios da caminhada

Postado em 26 de fevereiro, 2016



Como anda a sua disposição para dar aquela caminhada?

A caminhada é uma atividade física indicada por cardiologistas para emagrecer e manter a saúde do coração e da mente, diminuindo a ansiedade e estresse, por exemplo.

Os benefícios da caminhada diária são muito variados e podem incluir:

  • Redução do inchaço nas pernas e tornozelos;
  • Prevenção da obesidade e ajuda a perder peso;
  • Melhora da circulação sanguínea;
  • Fortalecimento de todos os músculos do corpo;
  • Melhora da postura corporal;
  • Melhora da ansiedade e estresse;
  • Relaxamento dos músculos da nuca e dos ombros;
  • Prevenção de complicações cardiovasculares, como infartos e hipertensão.

Porém, só a caminhada não faz milagres. Estes benefícios acontecem quando o indivíduo caminha pelo menos 2 horas e meia por semana e possui outros hábitos saudáveis, como comer alimentos frescos e pouco calóricos.

Um mito sobre as caminhadas, é que fazê-las em jejum beneficia ainda mais a saúde. O que está errado, pois, pode levar a tonturas, enjoos e desmaios, já que o individuo pode não ter açúcar suficiente no sangue para caminhar. Assim, o ideal é a ingestão de uma refeição ligeira, com carboidratos e fruta, como pão de cereais e suco natural, evitando refeições muito volumosas para não se sentir desconfortável.

Existem mais alguns cuidados que são importantes na hora da caminhada, como:

  • Utilizar calçado confortável e roupas leves;
  • Beber 250ml de água por cada hora de caminhada;
  • Utilizar filtro solar, óculos escuros e chapéu ou boné;
  • Evitar horários mais quentes, como entre as 11h e as 14h e ruas muito movimentadas;
  • Fazer exercícios de alongamento antes e depois da caminhada, como alongar as pernas e os braços, para ativar a circulação e prevenir as cãibras.

Estes cuidados na caminhada ajudam a prevenir problemas de saúde como lesões, desidratação, insolação ou queimaduras solares.

Agora seu final de tarde pode ser ainda mais prazeroso. Caminhe com sua família ou amigos e aproveite os benefícios a sua saúde.

Dra. Ana Luiza Lima. Cardiologista

Voltar ao topo


Jogo de futebol solidário


Postado em 15 de fevereiro, 2016



Vem aí mais um jogo beneficente em prol do Hospital, onde a estrela do evento é a solidariedade!

O jogo acontecerá no Campo Municipal de Ivoti, dia 03.03, quinta-feira, às 20h. O evento contará com a presença de integrantes de 33 times da região.

O ingresso para o espetáculo será a doação de alimentos não perecíveis que deverão ser entregues no dia do evento.

Para saber mais e acompanhar o placar solidário, confira a página do evento no Facebook.

No dia do evento também estarão disponíveis as fitinhas e adesivos da campanha Eu Ajudo.

Voltar ao topo

Chegaram os adesivos da Campanha


Postado em 11 de fevereiro, 2016



Já estão nas ruas os novos adesivos da Campanha Eu Ajudo!

São dois modelos. Um em português e outro em alemão, ambos com a frase "Eu ajudo, e você?". Para aderir é fácil. Cada adesivo custa R$2,00 e pode ser adquirido na recepção do Hospital São José Ivoti.

Em breve também estarão disponíveis nos estabelecimentos amigos da campanha. Aguarde.

Voltar ao topo

Aplicativo para primeiros socorros

Postado em 03 de fevereiro, 2016



O aplicativo de celular SOS 193 foi lançado pelo Corpo de Bombeiros do Tocantins para auxiliar a população com orientações sobre procedimentos iniciais em várias situações de emergência. Lançado inicialmente para o sistema Android, o aplicativo já está disponível para download de forma gratuita.

Os criadores do aplicativo, sargento Rafael Vilarins e o cabo Bruno Moraes, destacam que o objetivo do aplicativo não é substituir o trabalho dos Bombeiros, mas, mostrar como as pessoas podem agir até que a ajuda especializada chegue no local. Em muitos casos o socorro imediato pode ser imprescindível, como por exemplo, em casos de parada cardíaca. De acordo com a corporação, a cada minuto que a vítima passa sem atendimento, as chances de sobrevivência diminuem em 10%. Ou seja, após cinco minutos o indivíduo que sofre uma parada terá apenas 50% de sobrevida.

Em caso de dúvidas nos procedimentos, a orientação é fazer contato com os Bombeiros, ligando 193.

Nome do aplicativo: SOS193 - Qual sua emergência?
Para baixar: Clique aqui

Voltar ao topo

Infarto dá 4 sinais um mês antes de acontecer

Postado em 21 de janeiro, 2016



Ao contrário do que se pensa, um infarto nem sempre é súbito e inevitável. Manter-se atento aos sinais que o problema dá é uma atitude eficiente para evitar que a alteração cardíaca seja fatal.

Quando aparecem os sintomas do infarto?

Pesquisadores descobriram que os sintomas aparecem muito antes de ocorrer o ataque cardíaco e chamam atenção para a necessidade de as pessoas não os ignorarem ou considerarem procurar um serviço médico apenas se o problema piorar. O recomendado é procurar um serviço médico assim que aparecerem os sintomas descritos a seguir.

Um mês antes: Para surpresa de todos, os sintomas surgiram até 1 mês antes de ocorrer o infarto em metade dos participantes do estudo. O principal sintoma identificado nesse período foi dor no peito. A ocorrência de dispneia (falta de ar), também foi alta principalmente entre as mulheres.

24 horas antes: Quase todos os participantes (93%) tiveram sintomas recorrentes durante as 24 horas que precederam o infarto. Além de dispneia e dor no peito, os outros dois sinais identificados nesse período foram palpitação e desmaio.

O que deve ser feito?

Na presença dessas sensações, é de extrema importância procurar ajuda no pronto socorro mais próximo imediatamente. Conforme o tempo passa a dor pode até diminuir, mas o dano torna-se mais extenso e irreversível.

Caso você desconfie de um infarto, ligue para emergência e peça ajuda. Se você suspeita que está sofrendo um infarto, não hesite em ligar para o SAMU (192) ou outro número de emergência. Caso não tenha como fazer uma ligação, peça para alguém levá-lo até o hospital mais próximo.

Voltar ao topo

Entenda o que é Microcefalia

Postado em 14 de janeiro, 2016



A microcefalia é uma doença em que a cabeça e o cérebro das crianças são menores que o normal para a sua idade. Além de ser uma doença grave, que não tem cura, a criança pode precisar de cuidados por toda a vida, sendo dependente para comer, se mover e fazer suas necessidades.


Consequências da Microcefalia
  • Atraso mental;
  • Déficit intelectual;
  • Paralisia;
  • Convulsões;
  • Epilepsia;
  • Autismo;
  • Rigidez dos músculos.

O que pode causar a Microcefalia
  • Consumo de cigarro, álcool ou drogas como cocaína e heroína durante a gravidez;
  • Síndrome de Rett;
  • Meningite;
  • Desnutrição;
  • HIV materno;
  • Uso de medicamentos contra epilepsia, hepatite ou câncer, nos primeiros 3 meses de gravidez.

Diagnóstico da doença

O diagnóstico da microcefalia pode ser feito durante a gestação, com os exames do pré-natal e pode ser confirmado logo após o parto através da medição do tamanho da cabeça do bebê. Exames como tomografia computadorizada ou ressonância magnética cerebral também ajudam a medir a gravidade da microcefalia e quais serão suas possíveis consequências para o desenvolvimento do bebê.


Microcefalia tem cura?

A microcefalia não tem cura porque o fator que impede o desenvolvimento cerebral, que é a união precoce dos ossos que forma o crânio, não pode ser retirado. Se esta união precoce dos ossos acontecer ainda durante a gestação, as consequências podem ser mais graves porque o cérebro pouco se desenvolve, mas existem casos em que a união destes ossos ocorre no final da gestação ou após o nascimento, e nestes casos a criança pode ter consequências menos graves.


Tratamento para a doença

O tratamento da microcefalia não cura a doença, porém ajuda a reduzir as consequências no desenvolvimento mental da criança.

Uma das possibilidade de tratamento é fazer uma cirurgia para separar ligeiramente os ossos do crânio nos dois primeiros meses de vida, para evitar a compressão do cérebro que impede seu crescimento. Além disso, pode ser necessário usar medicamentos que ajudam o dia a dia da criança, que atuam diminuindo os espasmos musculares e melhoram a tensão dos músculos. A fisioterapia é indicada e pode ajudar no desenvolvimento físico e mental e por isso quanto mais estímulo dentro da fisioterapia a criança tiver, melhores serão os resultados.

Os médicos que acompanham os portadores de microcefalia são: o pediatra e o neurologista, mas outros profissionais da saúde também são necessários como psicólogo, dentista, terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo.


Beatriz Beltrame. Pediatra

Voltar ao topo

Chegaram as fitinhas da Campanha


Postado em 18 de dezembro, 2015



Você também quer aderir a essa moda?
Venha pegar a sua na recepção do Hospital São José.
Cada fitinha custa apenas R$2,00 e você ainda ajuda o Hospital!

Voltar ao topo

Aniversário de 80 anos do Hospital São José

Postado em 17 de dezembro, 2015



Convidamos você para juntos comemorarmos os 80 anos do Hospital São José. Realizaremos uma missa no dia 6 de janeiro às 19h30min, na Igreja Matriz São Pedro Apóstolo.

Sua presença é muito importante para nós!

Voltar ao topo


Combata dengue, chikungunya e zika vírus

Postado em 17 de dezembro, 2015



O mosquito da dengue é muito parecido com o pernilongo, mas possui características que o diferem de qualquer outro mosquito. Além das suas listras brancas e pretas, o mosquito tem alguns hábitos que ajudam a identificá-lo:
- Além de silencioso, ele costuma picar nas primeiras horas da manhã, ou no fim da tarde;
- Ataca principalmente nas pernas, tornozelos ou pés e sua picada geralmente não dói, nem coça;
- Voa a uma altura máxima de 50cm de distância do chão.

Atenção para os sintomas!
Febre, coceira, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor no corpo e nas juntas e manchas vermelhas pelo corpo.


Voltar ao topo

Jogo de futebol beneficente


Postado em 16 de dezembro, 2015



Acontece na próxima terça-feira, dia 22.12, às 20h, no Ginásio Municipal de Ivoti, um jogo entre os amigos do Marcelo Grohe e os amigos do Hospital São José.
Já começaram as vendas do segundo lote de ingressos. Corra e garanta o seu!

Os ingressos estão disponíveis na recepção do Hospital.

Confira a página do evento no Facebook

Voltar ao topo

Rifa Beneficente


Postado em 15 de dezembro, 2015



Cada número custa R$5,00 e o sorteio será realizado no dia 30.01.2016, às 10h, na recepção do Hospital São José.

Você pode adquirir seu número na recepção do hospital.

Voltar ao topo



Visita do Papai e da Mamãe Noel

Postado em 15 de dezembro, 2015



No sábado, dia 12 de dezembro, o Residencial e Hospital São José receberam a visita do Papai e da Mamãe Noel. Eles vieram acompanhados dos cantores e instrumentistas do Grupo Povo de Deus.

Voltar ao topo

Cuide da sua saúde no verão


Postado em 02 de dezembro, 2015



Confira algumas dicas importantes que separamos para você:


  • Beba muita água ou líquidos sem açúcar. Para garantir a boa hidratação, é aconselhável tomar de 2 a 3 litros por dia;
  • Evite ficar no sol entre as 10h da manhã e 15h da tarde;
  • Use protetor solar. Passe protetor 15 minutos antes de sair de casa e repita a aplicação de 2 em 2 horas;
  • Use roupas claras que absorvem menos calor e proteja a cabeça com chapéu ou boné;
  • Coma bastante verduras e legumes crus, qua também auxiliam na hidratação do seu corpo;
Voltar ao topo

Hospital São José - Ivoti